• Fit Academia

Guria Natureba: um estilo de vida

Mariana Weckerle é arquiteta. Decidiu mudar de rumo. Saiu do escritório e embarcou para os Estados Unidos em busca de conhecimentos em gastronomia saudável. E decidiu registrar a mudança de estilo de vida no site Guria Natureba. Em entrevista exclusiva para o blog da FIT, ela conta um pouco da sua rotina. O que começou como um livro de receitas online hoje é seguido e curtido por mais de 55 mil pessoas no instagram.



Como tu defines o estilo de vida que levas hoje?

Sou leve e sem paranóia. Tenho um cuidado com minhas escolhas e me defino como 80/20: 80% das minhas escolhas são saudáveis e os outros 20% ficam para as saídas com os amigos, os drinks, as pizzas, os almoços ou o bolinho na casa da vó, o churrasco com a galera, a polentinha frita (hehe). Então, eu nunca estou "devendo". Não como uma pizza e vou correr na esteira. Isso não existe. Tenho escolhas limpas na maior parte do tempo para não entrar na nóia em momentos de confraternização.


Como foi esse mergulho na gastronomia e, especificamente, numa proposta mais saudável?

Eu sempre curti e vivi isso. Só me mudei do país para aprender mais, me especializar e aprender a ensinar. Esse foi o objetivo em estudar fora. Aprender a passar meu conhecimento e conhecer mais da gastronomia saudável e saborosa.


Acompanhando o teu trabalho, o que se percebe é um cuidado grande para que a comida saudável ganhe "ares" mais saborosos com aplicação de técnicas e apresentações impecáveis (e isso quebra com aquela ideia antiga que se tem de que comida saudável não tem gosto, não enche os olhos). Faz sentido? O que tu buscas ao compartilhar as receitas no site e nos cursos?

Exato! A alimentação saudável começou a ganhar a antipatia das pessoas quando elas começaram a fazer as dietas do frango com batata doce ou franguinho grelhado com vegetais no vapor. Isso não tem gosto. É seco, sem vida. Dá sim pra se alimentar bem, e muito bem, com comida saudável. Eu uso muito tempero, misturas que deixam os sabores umami e que deixam as pessoas salivando e pedindo mais.


Muita gente deve te perguntar: como é a tua rotina?

Pensam que eu acordo às 5 da manhã para treinar, tomo shakes mirabolantes, como 100 gramas por dia e que não existe doce, fritura e nem bebida na minha vida. Minha rotina é muito normal. Eu acordo às 8 e treino às 9 horas, 4 dias da semana. Depois disso, estou livre pras reuniões, para o trabalho, etc. Almoço e janto em casa quase toda a semana pois gosto de cozinhar pra mim e pros amigos. Meu namorado também ama isso, o que já facilita o tal 80/20. Mas minha vida é cercada de comida e junção de pessoas. É o que mais me dá prazer em fazer.


Como ficou a tua vida social a partir das tuas escolhas?

Nada mudou, pois desde que me conheço eu sou assim. A vida social não é prejudicada porque me cuido mais quando estou sozinha. Já vi pessoas que não saem da dieta, que levam comida para casamentos. Acho deselegante. Eu me adapto bem a qualquer situação. Até quando eu era vegetariana conseguia me virar. Depois que deixei de ser, facilitou ainda mais.


O que tu ama comer?

Pasta de amendoim, ovos fritos e abacate. Comida thai, tudo com curry paste e leite de coco. Gosto de saladas, pipoca, castanhas. É o que eu mais como!


Qual é a tua melhor receita?

Acho que uma salada fria de arroz negro com molho thai que aprendi a fazer em Nova York. Acredito que por ser umami, mega aromática, mistura muito ingrediente, explode na boca.


O que essa "vida natureba" tem feito por ti?

Hoje eu sinto que faço um bem a um número enorme de pessoas. É demais isso e sou muito feliz e abençoada por poder fazer o que amo. Na arquitetura eu não tinha essa sensação. Proporcionar experiências bacanas e melhorar a vida das pessoas é gratificante. Elas acreditam no meu trabalho, no que eu falo, nas informações que eu passo. É muita responsabilidade. Eu larguei minha profissão pra poder mostrar ao mundo que se alimentar bem é fácil, gostoso, divertido e que todo mundo consegue fazer isso também.



406 visualizações